terça-feira, 12 de novembro de 2013

Dupla Dionatan e Ramon  e banda, alunos da escola D. Pedro I animaram o final do Seminário do PNAIC (Pacto Nacional da Alfabetização na Idade Certa).
Professores do 1º, 2º e 3ºs anos consolidaram os conhecimentos estudados durante o ano em uma gincana no Parque Histórico de Lajeado no dia 09 de novembro de 2013.




quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Viagem de Estudo dos 8º anos - Rio Grande

No dia 25 de outubro os alunos dos 8º anos fizeram sua Viagem de Estudos. Visitaram a cidade de Rio Grande, onde conheceram o Porto de Rio Grande, no qual tiveram uma palestra sobre a constituição do Porto. Após foram conhecer o Centro Histórico, Museu do Porto, Museu Oceanográfico, CRAM, Museu Antártico. Também fizeram a travessia da Lagoa dos Patos e visitaram São José do Norte, bem como a praia do Cassino. Para finalizar o dia experimentaram a sensação de andar de vagonetas. Bom demais!!!!





terça-feira, 29 de outubro de 2013

II Gincana estudantil anos iniciais

      Nos dias 23, 24 e 25, a EMEF D. Pedro I realizou a II Gincana estudantil dos anos iniciais, nos dois turnos. O tema deste ano foi SHOW DE CRIANÇA!!.
      O objetivo da gincana foi promover a integração, a união e a participação, conscientizando os alunos, professores e comunidade escolar da importância do trabalho em grupo para maior crescimento individual e coletivo, através de atividades artísticas, culturais, recreativas e esportivas.
     Durante 3 dias os alunos vivenciaram atividades que desenvolveram a autoestima, autoconfiança e responsabilidade.
      A Comissão Organizadora parabeniza todas as equipes, alunos e professores que se integraram na gincana e proporcionaram momentos de muita euforia e alegria.
        Segue classificação final...
Manhã
1º) Equipe Amarela "SOL NASCENTE"
2º) Equipe Cinza "PERNALONGA"
3º) Equipe Vermelho "FORÇA VERMELHA"
4º) Equipe Azul "NAÇÃO AZUL"
5º) Equipe Roxa "GUERREIROS"
6º) Equipe Verde "PLANETA VERDE"
Tarde
1º) Equipe Amarela "OS GIRRASSOIS"
2º) Equipe Roxa "TELE TABBES"
3º) Equipe Vermelha "SANGUE BOM"
4º) Equipe Verde "ESPERANÇA"
5º) Equipe Azul "AZUL INFANTIL"
6º) Equipe Cinza "OS METÁLICOS"






sexta-feira, 25 de outubro de 2013


RELÓGIO COMUNITÁRIO DE CHÁS PARA O CORPO HUMANO
Resgate da cultura popular e pesquisa científica.

A EMEF D. Pedro I, no bairro Jardim do Cedro está mais bonita. Isto porque foi finalizada a etapa de construção e plantio do “relógio comunitário de chás para o corpo humano”, atividade que iniciou há cerca de 4 meses com a coleta de pneus descartados e pesquisa de dados.
A partir dos estudos dos seres vivos com alunos do ensino fundamental, surgiu o interesse em estudar as plantas medicinais, para melhor entender como estas auxiliam no tratamento dos transtornos da saúde, contribuindo para o bem estar das pessoas.
O interesse foi reforçado quando o professor de Ciências Diógenes Gewehr apresentou aos alunos a ideia de construir um relógio de plantas medicinais, com base nas teorias do Relógio Cósmico e medicina chinesa, segundo as quais o corpo humano consiste em um microcosmo regido pelas leis da natureza, através da circulação de energia nos principais meridianos.
Conforme estas teorias, a energia vital percorre um ciclo dentro do organismo, sendo que em cada órgão há 2 horas de concentração, distribuída da seguinte forma: da 01h às 03h – fígado; das 03 às 05 horas – pulmão; das 05h às 07h – intestino grosso; das 07h às 09h – estômago; das 09h às 11h – baço-pâncreas; das 11h às 13h – coração; das 13h às 15h – intestino delgado; das 15h às 17h – bexiga; das 17h às 19h – rins; das 19h às 21h – circulação; das 21h às 23h – sistema excretor, digestório e respiratório; das 23h à 1h – vesícula biliar.

Assim, no decorrer de um dia, cada um dos 12 meridianos terá um período de 2 horas de máximo funcionamento, onde sua atividade atinge o pico de energia. Desse modo, ao ingerir determinada planta no horário correto, ou seja, no horário de maior atividade daquele órgão, seu efeito tende a ser mais proveitoso ao organismo. Tal característica permite, ainda, que parte do organismo descanse enquanto o restante trabalhe em ritmo acelerado.

O trabalho se deu a partir de pesquisa por parte dos alunos com seus familiares e comunidade local, para identificar as plantas mais utilizadas pelos moradores e suas funções, e então se fez a relação do chá com o órgão correspondente e seu horário. A pesquisa se baseou no conhecimento popular, como forma de resgatar culturas, mas foi aprofundada no conhecimento científico, através de livros e pesquisas em sites diversos.

O professor reforça que muitas pessoas não acreditam na ação dos chás, mas lembra que boa parte dos medicamentos são extraídos de substâncias presentes na natureza, principalmente das plantas, e que as mesmas são utilizadas desde os povos mais primitivos, estando presente fortemente na cultura indígena.

O trabalho não tem como objetivo incentivar a automedicação, mas sim reunir conhecimento sobre as plantas medicinais e suas propriedades, uma vez que muitas pessoas utilizam as plantas habitualmente. A próxima etapa é elaborar um material informativo orientando sobre medidas importantes na utilização dos chás, a fim de serem ingeridos com precaução.
O local pode tornar-se um ponto de referência na busca de chás a partir de uma indicação médica, cogita o professor, uma vez que a utilização de plantas medicinais tem ganhado espaço na medicina, conforme o Relatório da 10ª Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1996, que aponta no item 286.12: "incorporar no SUS, em todo o País, as práticas de saúde como a fitoterapia, acupuntura e homeopatia, contemplando as terapias alternativas e práticas populares".
Ainda, para um melhor desenvolvimento das plantas cultivadas, foi confeccionada uma composteira reciclável, com o uso de galões d’água, de forma a produzir uma terra rica em matéria orgânica, que será aplicada futuramente no relógio de chás.
A atividade desenvolvida tornou-se uma ferramenta positiva de ensino, na qual se verificou a participação notável dos alunos, inclusive daqueles mais apáticos à aprendizagem.
Abaixo, segue as plantas já estudadas e o horário mais indicado para seu consumo. Os alunos seguem pesquisando novas plantas e complementando os conhecimentos já construídos.


Horário
Órgão
Planta medicinal
01h às 03h
Fígado
Alcachofra
Bardana
Dente de leão
Jurubeba
Carqueja
03h às 05h
Pulmão
Pulmonária
Bálsamo
Agrião
Poejo
Guaco
05h às 07h
Intestino Grosso
Funcho (Erva doce)
Tansagem
07h às 09h
Estômago
Boldo
Couve
Espinheira santa
Manjericão
Cidró
09h às 11h
Baço-Pâncreas
Pariparoba
Alcachofra
Salsa
Alecrim
Hortelã
11h às 13h
Coração
Alecrim
Pimenta
13h às 15h
Intestino Delgado
Alho
Coentro
Pitangueira
Goiabeira
Mil folhas
Funcho (Erva doce)
15h às 17h
Bexiga
Malva
Mil folhas
Cavalinha
17h às 19h
Rins
Salsa
Quebra pedra
Pata de vaca
Carqueja
Hibisco
19h às 21h
Circulação
Hortelã
Arnica
Melissa
Sálvia
21h às 23h
Sistema excretor, digestivo e respiratório
Tomilho
Sálvia
23h às 01h
Vesícula Biliar
Babosa
Bardana








terça-feira, 17 de setembro de 2013

ESTENDA A MÃO PARA UMA LAJEADO SEM DROGAS



O problema da drogadição tem se revelado um dos mais complexos e inquietantes fenômenos de nossos tempos.
Surgiu o tempo de partilhar a responsabilidade da questão e unir a Sociedade Lajeadense para um enfrentamento à drogadição...
 ESTENDA A MÃO PARA UMA LAJEADO SEM DROGAS

Nesta perspectiva o FÓRUM DA DROGADIÇÃO que vem articulando campanhas, desenvolvendo ações e firmando parcerias para que possamos eliminar ou minimizar esta situação em nosso município.
No último dia 10 de Setembro o representante do COMEN, Conselho Municipal de Entorpecentes, Luis César de Castro, esteve reunido com professores, funcionários, alunos, representantes do Círculo de Pais e Mestres, Conselho Escolar e da Secretaria de Educação de Lajeado apresentando o resultado da pesquisa sobre a realidade da drogadição em nosso município, realizado com adolescentes de 12 a 17 anos, estudantes da rede municipal, estadual e particular de Lajeado em 2012.
PRINCIPAIS APONTAMENTOS:
Ø Mais que 50% dos entrevistados já utilizaram drogas (lícitas ou ilícitas) em sua vida, sendo que praticamente todos afirmaram terem consumido no último ano.
Ø Drogas Lícitas (tabaco e álcool) são as drogas mais utilizadas. Entende-se que muito deste uso refere-se ao fácil acesso e até modelo familiar de uso.
Ø Meninas surpreenderam na pesquisa pois o uso de drogas por este gênero está equiparado aos meninos.
Ø  Também foi surpreendente o fato de adolescentes estarem utilizando medicamentos tarja preta para emagrecer ou antidepressivos. Sabe-se que esta medicação é altamente viciante e que para emagrecer basta práticas esportivas e bons hábitos alimentares.

PARA REFLEXÃO:
Quando a Luz se apaga (recorte da esquete apresentada por alunos do 9º ano B/ Grêmio Estudantil)
Jovem 1: Já  nasci, cresci e fui jovem.

Jovem 2: Tive liberdade, fiz minhas escolhas, cometi erros, fui jovem.

Jovem 3: Não pensei em consequências, esse foi o meu erro e paguei por isso com a minha vida.

Mãe: Eu avisei! Cuidamos tanto da nossa filhinha. Tínhamos tantos sonhos, planos! Que quase não acreditamos quando tudo se transformou. Não a víamos mais em casa! Nosso lar era um inferno! Ameaças pelo telefone, sumiço de nossos bens, afastamento da escola, um corpo mal cuidado. Onde foi que erramos?

Menina Ana: Me perdoe mãe! Me perdoe pai! Fui fraca, vulnerável e não soube me amar como vocês me amaram. Se tivesse prestado atenção quando me mostraram que a vida era perigosa, que tudo tinha seu tempo de acontecer, talvez estivéssemos juntos, comendo nossa comida especial aos sábados, trocando abraços e planejando o futuro. Infelizmente mãe, pai, não tenho mais futuro. Me perdoe, me perdoe, me perdoe.....